Anatomia do Pânico

Dia 18 de Maio de 2017.

Um dia que muitos não vão esquecer.

Tudo ia bem… graficamente os preços se moviam em tendência de alta, o teste do topo histórico era iminente, a confiança parecia ter voltado ao mercado com as reformas prestes à serem aprovadas. Quando na noite do dia 17 de Maio, toca a famosa musiquinha do Plantão da Globo:

 

Ainda na noite do dia 17 o pânico instalara-se nas ETFs brasileiras no mercado americano e muitos já podiam antever o estrago que isso causaria na abertura do pregão do dia 18.

Na manhã seguinte, a expectativa era grande. Às 9:03 o índice futuro abre com queda de 10% e permanece em leilão até às 10:39. Somente às 10:51 da manhã o mercado iniciou os negócios, após bater 15% de queda.

Veja o book. Nem comprador existia.

INDFUT SEM COMPRADOR

Agora o gráfico de 1min do WINM17 e veja a anatomia do pânico:

anatomia

O dólar abrira em alta de 5%, bem como os juros futuros e a maior parte das ações tiveram aberturas que nunca tinham apresentado.

Book do dólar sem vendedor

dolar SEM COMPRADOR

 

Opção de venda subindo 2000%

2000%

Muitos ficaram traumatizados. Como podia o mercado fazer um movimento tão abrupto sem nenhum tipo de aviso? Pois bem, esse tipo de evento é conhecido como Cisne Negro. Nassim Taleb, idealizador do conceito, dedicou um livro inteiro para a dissecação desse tema (livro imprescindível se você quiser ver o mercado como um profissional).

Basicamente Cisnes Negros são eventos pouquíssimo prováveis, mas não improváveis, que quando acontecem mudam o curso das coisas. A existência deles nos apontam o problema de calcular probabilidades (e mensurar risco) a partir de dados passados.

Depois disso tudo, você deve estar se perguntando:

“Ok, entendido o conceito, como fugir de um Cisne negro?”

Não temos como fugir deles. É como não querer ver com os olhos abertos. Precisamos tomar consciência da sua existência e desenhar estratégias que CONTEMPLEM essa possibilidade e/ou até mesmo, se BENEFICIEM de Cisnes Negros. Quando lançamos nosso site em agosto de 2016, lançamos com três cursos gratuitos e entre eles um curso específico sobre controle de risco onde apresentei o conceito CAPITAL ÓTIMO DE RISCO que contempla a existência desses eventos. Assista aqui! 

Já para se beneficiar do caos, precisamos estar expostos à ele. E para isso é de vital importância conhecer as OPÇÕES. Passamos o Mês todo de Maio tratando desse assunto aqui.

Caso você tenha iniciado suas experiência em bolsa à pouco tempo, agradeça o fato de já ter vivenciado esse tipo de cenário. Isso garantirá que você  construa uma base sólida de conhecimento sem devaneios e expectativas descoladas da realidade. Não jogue fora essa oportunidade.

Fábio Figueiredo | Vlad

 

13 Comentarios

  • Chef Robsom Posted 1 de junho de 2017 12:48

    Muito bom. Valeu Vlad bem explicado.

    • Vlad – Fabio Figueiredo Posted 1 de junho de 2017 15:29

      VAleu, amigo!

  • bjpatrussi Posted 1 de junho de 2017 12:52

    Ficou ótimo esse artigo, parabéns!!

    • Vlad – Fabio Figueiredo Posted 1 de junho de 2017 15:29

      Muito obrigado!

  • orlando Posted 1 de junho de 2017 15:39

    Excelente artigo,parabens.

  • lenirps Posted 1 de junho de 2017 15:46

    Realmente Vlad, assustador!!Nunca havia pego um desses.
    Otimo artigo!
    Grata.

  • Habib Posted 1 de junho de 2017 21:41

    Parabéns pela explanação Vlad . No mercado o futuro a D’us pertence.

  • Narciso Marques Posted 1 de junho de 2017 21:50

    Vlad, se vc mantiver esta página no ar por muito tempo, pode ter certeza que ela será conteúdo para pesquisas acadêmicas, daqui há 20 anos, por exemplo. Essas imagens do book de ofertas não podem ser reproduzidas novamente. Parabéns por contribuir, de alguma maneira, com a história do nosso mercado financeiro!

  • antonio r cruz Posted 1 de junho de 2017 21:51

    Parabéns Vlad, muito bom.

  • dougbonafe Posted 2 de junho de 2017 15:15

    Muito legal Vlad…. precisariamos imprimir um poster disso e colocar na parede de casa!
    Abc… Don

  • Cabral Posted 3 de junho de 2017 22:27

    Controle de risco é fundamental.
    Obrigado
    Abraço

  • dudabarra Posted 19 de junho de 2017 08:57

    Show vlad! excelente texto.. temos sempre que considerar que não sabemos o quanto não sabemos de um determinado evento. levando isso em conta temos que nos preocupar primeiramente em preservar o capital e manter a estratégia. mantendo a estratégia deixamos a “sorte” fazer seu trabalho. abraçosss

    • Vlad – Fabio Figueiredo Posted 19 de junho de 2017 09:06

      Isso ai, Eduardo.

      Abs!

Comentários

Seu email não sera públicado. parametros obrigatorios *

© 2016 Messem No Alvo | Todos os direitos reservados